Casa Curta-SE

topo do site

Palhaços e brincadeiras marcam festa de abertura





Fotos_Marco_Vieira_3Fotos_Marco_Vieira_5Fotos_Marco_Vieira_6Deyse Rocha / Foto: Marco VieiraFotos_Marco_Vieira_12Ernesto com os pais Camila e LauroEmerson Chagas / Foto: Marco VieiraWaneska Cipriano / Foto: Marco VieiraFotos_Marco_Vieira_19Fotos_Marco_Vieira_25Fotos_Marco_Vieira_30Fotos_Marco_Vieira_27

Na manhã deste sábado, 5, uma verdadeira festa invadiu o Cinemark Jardins com a chegada da 11ª edição do Festival Internacional de Cinema Infantil (Fici). Cerca de 1000 expectadores, sendo a grande maioria de crianças, se dividiram em oito salas que exibiram oito filmes diferentes e participaram da festa de abertura da edição do festival em Aracaju. A produção local do festival é da Casa Curta-SE.

VEJA A PROGRAMAÇÃO COMPLETA.


“O festival é um espaço que vai além da exibição de filmes. É uma forma promover acesso a filmes de qualidade e ajudar no desenvolvimento do senso crítico de várias crianças. Das 11 edições do Fici, Aracaju já recebeu dez. Isso mostra que temos um público cativo”, destacou a produtora local do Fici e diretora Geral do Casa Curta-SE, Deyse Rocha.

A animação das crianças começou por volta das 9h com a presença de uma turma de palhaças, com perna de pau e muita alegria. Enquanto recebiam pipoca e refrigerante gratuitamente, as crianças puderam aproveitar as brincadeiras e o espaço reservado da oficina de bonecos, comandado pela oficineira sergipana Everlane Moraes.

Com a presença dos pais, os pequenos se divertiram antes e depois das sessões. Para Ernesto, com 2 anos e 10 meses, o universo do Fici pareceu apaixonante. Acostumado a frequentar a sala de cinemas em Aracaju com o pais, os educadores Camila e Lauro, Ernesto assistiu ao longa "Komaneko - O Gatinho Curioso". "Gostei muito do gatinho. Foi muito legal", disse o menino enquanto brincava no hall do Cinemark Jardins.

Para a mãe, Camila Monteiro, o universo da sétima arte é estimulado dentro de casa. "Nós levamos Ernesto para o cinema sempre e pela primeira vez estamos participando do Fici. Gostei muito da ideia e acho que ele está aproveitando bastante", afirmou a mamãe que também é professora.

Durante a festa de abertura, entre as mais de 1000 crianças puderam acompanhar filmes e entre eles, o jovem Emerson Chagas. Natural de Divina Pastora, ele veio através da parceria firmada entre o Fici e a Prefeitura Municipal de Divina Pastora. "Gostei muito de vir para cá. É a primeira vez que venho ao cinema e estou gostando muito", disse o estudante de 12 anos.

De acordo com a secretária de Assistência Social do município de Divina Pastora, Somaia Gomes, a iniciativa ocorreu através da Casa Curta-SE. “O prefeito, Silvio Cardoso, entrou em contato com a Casa Curta-SE para trazer as crianças e eles estão adorando”, disse Somaia, que trouxe 36 crianças que fazem parte do Programa de Erradicação de Trabalho Infantil.

Outra que aproveitou cada segundo da festa foi a pequena Laura Beatriz, de 5 anos. Acompanhada com a tia, a jornalista Waneska Cipriano, Laurinha gostou da festa e da ida ao cinema. “Gostei muito de vir, porque eu gosto de ir ao cinema. Também achei a festa bem legal”, disse a pequena. Waneska, que costuma levar a sobrinha ao cinema sempre, vê no festival uma ótima oportunidade.

“Já vim ao Fici e dessa vez trouxe Laura, que adora ir ao cinema. Acho que são filmes que trazem temas interessantes, de forma lúdica, e informa as crianças”, afirmou. A jornalista ainda destacou o trabalho da Casa Curta-SE. “Conheço as ações da Casa e sei que a diretoria sempre teve a intenção de fomentar  a cultural audiovisual para quem não tem muito acesso. O Fici é uma prova disso”, disse.

Mais atividadesO Festival começou na última sexta, 4, e terá mais de 40 filmes em 70 sessões durante 10 dias de exibição. O Fici segue até o dia 13 de outubro. De 07 a 10 de outubro, acontece A Tela na Sala de Aula’ com sessões pela manhã e à tarde. Neste período, as exibições são gratuitas e destinadas exclusivamente a estudantes de escolas públicas da capital e do interior. São quatro salas reservadas ao projeto pela manhã e três à tarde.  Já são mais de 40 instituições de ensino agendadas.

FestivalO FICI completa 11 anos celebrando os números que fazem da mostra a principal do gênero no país. Do começo modesto, com apenas 15 filmes de nove países, sendo cinco do Brasil, o festival já soma hoje 570 filmes exibidos e um público total superior a 1 milhão de espectadores.

Esta edição do Fici começou em setembro pela cidade de Natal em Natal e segue para Aracaju e Salvador (4 a 13 de outubro) e Rio de Janeiro e Niterói.

ApoioAtravés de Lei de Incentivo à Cultura, o Festival conta com o apoio local da Superlux, Infonet, TV Sergipe, KJM Telecom, 3G Mídia exterior, Shopping Jardins, e patrocínio do BNDES, OI, Petrobras, Cinemark e Prefeitura do Rio de Janeiro,  co-produção da Espaço Z e Casa Curta-SE. A produção e realização é da Copacabana Filmes. O festival é uma realização do Governo Federal.

 

VEJA A GALERIA DE IMAGENS.

Por Tirzah Braga
Fotos: Marco Vieira 


Anote

fone2_menor

A Casa Curta-SE está com novo telefone. 

Anote: (79) 3085-7416.

 

ico_twitterico_youtubeico_faceboock

Centro de Estudos Casa Curta-SE

Rua O dois, n. 61, conj. A Franco, Bairro Farolândia, Aracaju-SE

CEP: 49030-296

Endereço postal:

Praça Dep. Pedro Barreto de Andrade, nº 75, Conj. A. Franco, Bairro Farolândia, Aracaju-SE

 Caixa Postal 3825