Casa Curta-SE

topo do site

Projeto ‘A Tela na Sala de Aula’ alia educação a cinema

 

Foto: Arthur SoaresAlunos de dez escolas participaram do primeiro dia do festival / Foto: arthur SoaresHelenzia Cardoso e Bárbara Gratuliano / Foto: Arthur SoaresJoselda Barreto / Foto: Arthur SoaresAcácia Henrique Teles / Foto: Arthur Soares

O Shopping Jardins tinha acabado de abrir quando crianças e adolescentes da rede pública de ensino começaram a chegar e formar filas em direção ao Cinemark. No rosto dos estudantes, expectativa. No cinema, o projeto ‘A Tela na Sala de Aula’, que começou nesta segunda, 3, e segue até quinta-feira, 6.


'A Tela na Sala de Aula’ integra a programação do 9º Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI). Seu intuito é fazer dos filmes exibidos instrumentos do processo de aprendizagem. “Queremos trabalhar antes e depois com o material disponibilizado. Não adianta só trazer os alunos para o cinema”, explicou Helenízia Cardoso, técnica da Coordenadoria de Projetos da Secretaria Municipal de Educação de Aracaju.


“Os professores vão fazer também participações, conversar, promover um bate-papo”, acrescentou Bárbara Gratuliano, também técnica da Coordenadoria de Projetos. A professora Joselda Barreto, da Escola Municipal Professor Anísio Teixeira, já sabe como vai aproveitar o debate: buscará melhorar a expressão oral de seus alunos de seis e sete anos. “Além de pedir para eles fazerem desenhos, quero que eles recontem a história do filme”, disse.


Na segunda-feira, dez escolas participaram da iniciativa. Os filmes exibidos foram ‘Histórias preciosas’, ‘Um presente para Winky’, ‘O pequeno Nicolau’, ‘O segredo de Eleonor’, ‘Iep!’ e ‘O cão, o general e os pássaros’. “A gente se preocupa principalmente com a faixa de idade das crianças em relação ao filme”, contou a coordenadora pedagógica Acácia Henrique Teles, da Escola Municipal Ministro Geraldo Barreto Sobral.


Acácia disse ainda que a oportunidade permite trazer muitos dos alunos pela primeira vez ao cinema e, ao mesmo tempo, proporciona uma experiência educativa. “O filme ajuda na formação do indivíduo – e muito. Pude ver isso até em casa, com meus filhos”, completou a coordenadora. Para Helenízia Cardoso, levar crianças desde cedo ao cinema ajuda a prepará-los para a arte. “Isso melhora a crítica das pessoas e forma o aluno como espectador”, opinou.


Apoio
O Fici segue até o dia 9 de outubro em Aracaju. Incentivado pela Lei Rouanet, o festival tem patrocínio do BNDES, Petrobras, OI, McDonalds, Schin, Protex e Governo do Rio de Janeiro. A produção local é da Casa Curta-SE e conta com o apoio da Fundação Aperipê, Superlux, Portal Infonet, Shopping Jardins, Ativa Impressão Digital, loja Pinóquio e Fredd’s Lanches, com produção da Copacabana Filmes e realização do Governo Federal.

 

Por Ricardo Costa

Anote

fone2_menor

A Casa Curta-SE está com novo telefone. 

Anote: (79) 3085-7416.

 

ico_twitterico_youtubeico_faceboock

Centro de Estudos Casa Curta-SE

Rua O dois, n. 61, conj. A Franco, Bairro Farolândia, Aracaju-SE

CEP: 49030-296

Endereço postal:

Praça Dep. Pedro Barreto de Andrade, nº 75, Conj. A. Franco, Bairro Farolândia, Aracaju-SE

 Caixa Postal 3825